Indústria Química de Goiás (Iquego) é destaque em ações preventivas contra o diabetes

Com objetivo de aproximar a Indústria da comunidade, a atual gestão da Indústria Química do Estado de Goiás (Iquego) ofereceu mais de 1500 testes de glicemia, nos últimos 60 dias, em ações de prevenção e combate ao diabetes.

A Iquego atuou na Rodovia dos Romeiros da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), durante os festejos religiosos em Trindade, e nos mutirões da prefeitura de Goiânia nos bairros Jardim Guanabara (região Norte da cidade) e Residencial Itaipú, Região Sudoeste.

A indústria goiana oferta nas ações os glicosímetros que comercializa e as tiras que recebem a gotícula de sangue para análise.

A indústria oferece os exames por meio do glicosímetro Glicosys que é um aferidor de glicemia comercializado pelo laboratório oficiai brasileiro (Iquego) que tem prerrogativa legal para essa atividade.

Os mutirões levam, nos finais de semana, mais de 120 serviços diversos como oferta de documentos pessoais, assistência jurídica gratuita, exames de oftalmologia, eletrocardiogramas, além de atividades educativas e de prevenção para crianças e adultos.

“Não queremos ficar restritos aos trabalhos para a indústria. Nossa intenção é servir e estar próximos da população”, diz o presidente da Iquego, Denes Pereira, que vê como primordial e salutar parcerias que possam assistir a comunidade em várias frentes de trabalho. “Nessa união de forças, quem ganha é, com certeza, quem mais precisa”, pontua.

Para Denes, a comunidade precisa conhecer o trabalho da Indústria para valorizar a importância em fortalecê-la. “A Iquego é um patrimônio brasileiro, assim como todos os outros 22 laboratórios oficiais que existem no país.

Eles são responsáveis em produzir e comercializar produtos de Saúde e medicamentos que atendem, como premissa, os usuários do SUS.
“São eles os responsáveis por oferecer medicamentos estratégicos para o tratamento de doenças como malária, hanseníase, chagas e tuberculose, por exemplo. Esses fármacos não são mais produzidos pelos laboratórios privados”, completa.

O presidente da Iquego diz que a participação em ações comunitárias são de grande importância para a saúde pública local, principalmente, contra o diabetes.
“Lamentavelmente, verificamos que muitos dos que são atendidos, durante os mutirões, descobrem alterações severas na glicemia que devem ser investigadas e já apontam para o quadro de pré-diabetes ou para a doença em si”, conta.

Para Denes, o mais importante é o alerta que é feito. “À medida que recebem os devidos esclarecimentos, essas pessoas procuram atendimento adequado e qualidade de vida”, explica.
A aposentada Sebastiana dos Santos aferiu glicemia no estande da Saúde, com a participação da Iquego, durante o último mutirão da prefeitura de Goiânia realizado entre os dias 24 e 25/8, no residencial Itaipú.

Segundo ela, esse trabalho deve continuar. “Facilita muito a nossa vida porque nos finais de semana temos mais tempo livre para procurar serviços tão importantes para nossa saúde e perto de casa”, agradeceu.

Para o presidente da Iquego, esse trabalho é de grande fortalecimento para atenção primária que é a base da Saúde Pública.

O diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo.

Quando não bem controlada no organismo pode causar:
- Doença cardíaca e enfarte.
- Lesões renais.
- Lesões oculares.
- Lesões neurológicas.
- Problemas nos pés.
- Doença do foro dentário.
- Disfunção sexual.

Diabete em Números:
– No Brasil, mais de 12 milhões de pessoas são diabéticas, com projeção de 20 milhões para 2045 (dados de 2017, da Internation Diabetes Federation – IDF).

Iquego

A Iquego (Indústria Química do Estado de Goiás) é um laboratório oficial brasileiro que faz parte de um conjunto de outros 22 laboratórios.
Possui um parque industrial com 40.615,22 m², sendo 15.024,29 m² de área construída e capacidade produtiva de mais de um bilhão de unidades de medicamentos por ano.
A missão dessa indústria é produzir e comercializar, aos governos, medicamentos com qualidade e a preços competitivos.
De acordo com a Lei 8.666/93, por ser um laboratório oficial fica dispensado de licitações para comercializar produtos para órgãos públicos.

.

Hélio Batista, 46, autônomo  é pré-diabético e procurou o teste de glicemia do no Mutirão da Prefeitura, no Jardim Guanabara. " Preciso cuidar mais da minha saúde", disse ao ser alertado sobre o alto índice glicêmico apresentado.

.

A salgadeira Sebastiana dos Santos agradece a oferta do teste de glicemia e defende mais ações de saúde nos finais de semana. " Esse trabalho tem de continuar nos bairros porque é muito importante para a população", salientou.